Postado em 9 de julho de 2018 por Lu Bento

Uma das coisas mais legais de ser blogueira é a oportunidade de conhecer e compartilhar coisas interessantes com vocês. Esses dias conheci um programa online gratuito para pais que compartilham sabers afetivos e medicinais sobre saúde integral dos bebês. Quando ainda não somos mães e pais, parece muito natural cuidar de um bebê. Tipo, aquela coisa de instinto animal, é natural cuidar de um filhote, certo?higiene do bebê

Mais ou menos. São tantas as mudanças quando esperamos um bebê que ninguém está realmente preparado para tudo isso.  A rotina se torna diferente, são inúmeras descobertas diárias, tudo isso com aquele tempero de desafios e fortes emoções. É gente, bebê em casa não é só passeio no parque e soneca da tarde não!

A chegada do bebê – precisamos de ajuda

Bebê não vem com manual (infelizmente). E hoje em dia as nossas redes de apoio estão cada vez mais esporádidas. São cada vez mais raros os casos de que mães recém-nascidas tem aquele monte de avós, tias ou amigas com mais experiência que dão aquele apoio no comecinho da vida daquela família. Ficamos imersos em dúvidas e inseguranças que são fruto de uma pressão social que ignora as diferentes formas possíveis de cuidado e afeto. Será que tô fazendo certo? Aprendi desse jeito, mas estão falando que é daquele outro jeito, e agora?

A internet está aí pra preencher aquele vazio de informação e de apoio moral que fica quando estamos higiene do bebê - imagem de divulgação Sikanacom um bebezinho e não temos a menor ideia se estamos cuidado direito ou não. A internet é uma ferramenta para que pais e mães recém-nascidos troquem experiências com outras famílias, encontrem apoio e aprendam a lidar com as expectativas, dúvidas e medos, que são totalmente naturais nesse período de adaptação ( e durante toda a vida, porque nosso estado de espírito não muda muito com o passar do tempo, viu…). E aos poucos vamos fortalecendo a nossa confiança e construindo o conhecimento sobre os processos que envolvem os cuidados nos primeiros dias.

Eu tive ajuda da família na chegada das curicas, mas tenho vontade de ter mais um bebê e sei que vai ser bem difícil ter alguém além do meu marido para dar um suporte. Moramos longe da família, e dessa vez, nossa vida já está muito estruturada aqui, não podemos ir pra perto dos parentes para termos um suporte. Então, tenho pensado muito em alternativas para me ajudar a relembrar o que fazer e como fazer, porque cada bebê é um novo ser, e precisamos aprender a melhor forma de lidar com essa relação específica. Pensando nisso, fiquei muto empolgada quando soube do projeto Cuidado e Higiene do Bebê e não poderia deixar de compartilhar isso com vocês!

Projeto Cuidado e  Higiene do Bebê

A Sikana, uma organização que produz e distribui conteúdo audiovisual com o objetivo de acelerar a transmissão de conhecimentos educativos, lançou em junho um programa online sobre Cuidado e Higiene do Bebê, em parceria com o projeto Saúde da Criança e a marca Granado, além de vários apoiadores que dão um sinal da qualidade do trabalho.

Gente, são uns vídeos lindos sobre diferentes temas que podem nos auxiliar nos cuidados nos primeiros dias.  São 19 vídeos bem curtinhos, de cerca de 3 minutos, que falam sobre cuidados com bebês de uma forma bem carinhosa e delicada, em perder o embasamento teórico necessários, nem o respeito à diversidade das famílias.higiene do bebe - imagem de divulgação Sikana

Uma das coisas que eu mais gostei dos vídeos foi a diversidade de perfis familiares, incluindo aí muitas famílias negras. Que delícia ver um conteúdo que nos contempla não só como público-alvo, mas como produtores de saberes também.  Os vídeos são divididos em categorias como Relações Afetivas entre pais e bebê, Higiene e bebê e Cuidados com o bebê.

Pra vocês sentirem o gostinho desses vídeos lindos sobre os cuidados com o bebê, acompanhe esse vídeo sobre higiene íntima no qual um pai preto fala dos cuidados com os bebês meninos e meninas.

Lindo demais não é? Se você se interessou por esse conteúdo e quer ter acesso aos outros vídeos direto no site do Sikana para download, e também no YouTube. Vale muito a pena conhecer esse trabalho e acompanhar toda a série de vídeos, tanto para aprender sobre cuidados com os bebês, quanto pra encher seu dia de fofura e boas notícias.

Postado em 16 de abril de 2015 por Lu Bento

Olá pessoal! No LêproErê de hoje dois livros pra agitar as brincadeiras com os pequenos e ajudá-los a conhecer o mundo ao seu redor. Vamos conferir?

 

16 - LêproErê

 

Livro: 150 jogos para a estimulação infantil

 

150 jogos para a estimulação infantil

Autores: Jorge Batllori e Victor Escandell

Editora: Ciranda cultural

 

No LêproErê de hoje um livro muito legal pra se ter em casa e incrementar as brincadeiras com as crianças. São brincadeiras simples, super tranquilas de serem feitas com o que tem em casa, e na maioria das vezes não precisa de nada além disposição pra brincar com os pequenos.

Comprei numa das feiras de livro de shopping, e foi bem legal porque me ajudou a incrementar as brincadeirinhas com as meninas. São atividades que podem ser feitas desde o nascimento até aproximadamente 3 anos e pra mim, mãe de primeira viagem sem crianças próximas na família e morando longe dos parentes, foi bem útil pra me ajudar a interagir com as meninas de maneira que fosse estimulante e divertida pra elas.

Não que seja uma leitura fundamental sem a qual você com conseguirá se conectar, interagir e estimular o seu pequeno. Nada disso. Mas é bem legal pra ajudar a variar o repertório. Até porque ficar brincando de sumiu-achou o dia inteiro às vezes enche o saco.

Livro: 50 maneiras de criar um bebê sem frescura

50 maneiras

Autor: Jenny Rósen

Editora:Panda Books

Essa é outra dica pras mães de primeira viagem que estão apreensivas sobre como criar um bebê. Sim, é um livro com dicas óbvias pra quem já tem filhos. Mas pra quem ainda não tem, às vezes é complicado decidir o que deixar o bebê fazer ou não deixar. Queremos ser zelosas, sem ser fresca. E definir esse limite nem sempre é fácil.

Eu gostei bastante porque li durante a gravidez, então já fui pensando aos poucos o que poderia ser aceitável pra mim ou não. Foi legal pra que eu colocasse logo Isha Bentia no chão, desse liberdade pra ela se sujar, experimentar, aprender texturas, sabores…

Eu tinha medo de ser uma mãe muito fresca, de não deixar a menina fazer nada, de ficar enlouquecida com germes e bactérias que existem em todo lugar… e o livro me ajudou a ser uma mãe que cria suas filhas no mundo real.

De quebra, a ajuda a gente a perder o preconceito com as famílias que tem bichinhos de estimação que tem contato com o bebê desde cedo. Coisas de quem não foi criada com bichos!


Então pessoal, esse foi o LêproErê essa de semana! Se você tem indicações de livros que quer ver por aqui escreva pra gente: contato@amaepreta.com.br

Até o próximo!

Veja mais em Maternância


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/amaepreta/www/wp-content/themes/AMP/footer.php on line 63